As instalações elétricas devem ser mantidas em bom estado de conservação, pois grande parte dos incêndios de origem elétrica não tem origem apenas em curtos circuitos mas sim na falta de inspeção e manutenção destas instalações. Assim, as instalações elétricas devem ser vistoriadas e, complementarmente, deverá ser realizada uma análise termográfica que permita identificar, de forma simples e imediata, potenciais anomalias. Esta análise termográfica permite identificar precocemente:
– distribuição do calor, facilitando a localização de pontos quentes
– curtos circuitos
– a falta de aperto em determinados contactos
– eventuais desperdícios de energia
Quanto aos quadros elétricos, estes devem estar corretamente sinalizados e o seu acesso deve permanecer livre e desimpedido. Também estes equipamentos devem ser submetidos a um plano de manutenção que garanta a sua boa funcionalidade, evitando, assim, perturbações ao bom funcionamento da rede de distribuição.
O plano de manutenção dos quadros elétricos envolve ações semestrais e anuais:

AÇÕES SEMESTRAIS
verificação de:
  • sinalização e aparelhos de medida
  • controlo visual geral e limpeza dos disjuntores
  • interruptor geral
AÇÕES ANUAIS
Realização de:
  • limpeza geral e controlo visual de todos os órgãos de corte e respetivos comandos, com liquido solvente adequado para o efeito
  • limpeza e isolamento dos barramentos e controlo binário de aperto
  • verificação e lubrificação de dobradiças, fechaduras e fechos de portas de acesso
  • análise do esquema elétrico junto do quadro e identificação dos circuitos
  • avaliação do estado das bases dos fusíveis
  • confirmação de existência de pontos quentes nas ligações
  • Verificação de sinalizadores de fase e do painel frontal.
Garantindo estas condições de segurança, podem detetar-se e corrigir-se pequenas anomalias, evitando-se deste modo custos mais avultados em reparações corretivas posteriores.
Voltar