A quadra natalícia está à porta e neste período de festas a circulação de pessoas e mercadorias intensifica-se nos condomínios, criando a necessidade de uma maior manutenção e limpeza diária do edifício. No entanto, manusear detergentes e produtos químicos para limpeza requer cuidados.
Nunca se devem misturar detergentes, pois podem provocar reações químicas indesejadas. Uma das misturas mais perigosas resulta da mistura de detergente amoniacal com lixívia. Provoca a emissão de gases extremamente prejudiciais para a saúde, nomeadamente, para as vias respiratórias e para os olhos.
A lixívia é um detergente à base de cloro, sendo a sua principal característica ser desinfetante. É, contudo, um mau limpador pois mascara a sujidade ao branqueá-la, não a retirando totalmente da superfície. Como produto oxidante que é, e com a aplicação repetida, amarelece as superfícies onde é aplicada. Deve, sempre que possível, substituir a lixívia por outro detergente.
Por outro lado, o condomínio deve assegurar-se que os detergentes se encontram fora do alcance de crianças e animais, dentro da sua embalagem original. A utilização de embalagens não identificadas é a principal fonte de acidentes graves para o utilizador. Assim, assegure a limpeza do condomínio mas tenha em atenção os perigos inerentes à utilização incorrecta dos produtos de limpeza, de forma a garantir a segurança dos condóminos.
Voltar