Sabe-se que os fogos que mais ocorrem nos edifícios habitacionais são os fogos em combustíveis  sólidos (classe A) e nos óleos e gorduras alimentares (classe F), sem esquecer os incêndios nos equipamentos elétricos – assim, e com base nestes dados, considera-se que o extintor de água aditivada “ABF” é a solução mais adequada, tendo em conta as classes de fogos que se consegue extinguir:

  • “A” corresponde aos combustíveis sólidos como papel, tecido, plástico, cortiça, madeira e borracha;
  • “B” corresponde aos combustíveis líquidos como gasóleo, gasolina, petróleo e óleos lubrificantes ou hidráulicos;
  • “F” corresponde aos óleos ou gorduras de origem animal ou vegetal utilizados em equipamentos de cozinha – como óleo de fritar, margarinas, banha e azeite.

Para além disso, este extintor é ainda indicado para ser utilizado no combate a incêndios em equipamentos elétricos até 1000V, a um metro de distância.

A estas características associam-se outras vantagens, tais como não sujar, não impedir a visibilidade dos espaços e permitir uma evacuação rápida e segura dos ocupantes na zona onde é descarregado. E, ao contrário do extintor de pó químico “ABC”, este não irrita os olhos nem provoca a sensação de dificuldade em respirar. Em resumo, o extintor de água aditivada é simples, seguro, de fácil manuseamento, fiável e a sua  utilização não cria  mais danos do que aqueles que o próprio incêndio originou.

Voltar