Condóminos continuam a optar por empresas que não passam fatura e, por isso, apresentam orçamentos mais baixos. Solução passaria por seguir o exemplo de Espanha, que obriga a declarar às Finanças despesas superiores a 3005 euros.

in i online

Voltar