Para a Loja do Condomínio, é «fundamental» que os deputados percebam que «os condomínios já são, pela sua natureza, locais de conflitualidade, gerada na maioria dos casos por diferentes perspetivas sobre o uso das partes comuns e por realidades socioeconómicas distintas». Daí que não se deva «acrescentar mais potenciais pontos de divergência», como poder de decisão sobre o alojamento local.

in Destak

Voltar