A maioria dos pais de crianças pequenas procura um condomínio que ofereça as melhores condições de segurança, para que os seus filhos possam brincar de forma protegida. A segurança das áreas comuns de um edifício de habitação deve começar pela manutenção regular do condomínio, procedendo às reparações necessárias, quer da estrutura, quer dos equipamentos.
No entanto, prevenir situações que impliquem perigo para as crianças passa, igualmente, por ensinar comportamentos e procedimentos que ajudem a evitar acidentes. Esteja atento às situações mais perigosas:
– Os equipamentos eléctricos deverão estar adequadamente protegidos por sistemas de corte de corrente. É imprescindível que a manutenção seja feita periodicamente.
– Certifique-se que as caixas de fios eléctricos estão devidamente fechadas. Vidros rachados ou partidos devem ser substituídos de imediato para evitar cortes.
– Os degraus encerram inúmeros perigos, bem como os corrimãos. Como tal, nunca abandone a criança, mesmo que por breves segundos, nos átrios e escadarias.
– Sempre que o piso esteja molhado é necessário colocar sinalética que alerte para o perigo de escorregar. O condomínio deverá, ainda, sinalizar todos os locais potencialmente perigosos, com ilustrações dos perigos possíveis.
– Os produtos utilizados para limpeza do edifício, bem como sacos de plástico, devem ficar em compartimento devidamente fechado e fora do alcance das crianças.
Voltar