Depois da Deco – Associação de Defesa do Consumidor, agora é a vez da Loja do Condomínio (LDC) vir reclamar ao Governo que as despesas de condomínio passem a ser dedutíveis no IRS. Em causa estariam os gastos pagos por cada condómino referentes aos serviços comuns correspondentes, como por exemplo, a energia e a água do prédio, bem como as obras de manutenção dos edifícios.

in idealista.pt

ler artigo
Voltar