Quem aceita o cargo de administrador tem de estar obrigatoriamente disponível para investir o seu tempo, bem como para ter habilidade para resolver conflitos e harmonizar posições. Por isso, é sempre preferível encontrar soluções para a administração do condómino que passem pela livre expressão da vontade da pessoa visada, questão que se coloca quando se pretende “obrigar” algum condómino a aceitar este cargo.
No entanto, havendo algum condómino que não queira, por algum motivo, aceitar o cargo de administrador do condomínio, ele não poderá legalmente ser forçado a assumi-lo – o que inviabiliza qualquer forma de penalização. Neste caso, a assembleia deve eleger algum condómino que manifeste vontade em exercer o cargo ou, em alternativa, consultar o mercado para encontrar uma empresa que ofereça a melhor solução para a administração do seu condomínio.
Voltar