Loja do Condominio - Franchising em Administração de Condomínios
Efetue a
sua pesquisa
Descubra uma
loja perto de si

Notícias

Esteja a par de todas as novidades sobre a Loja do Condomínio e sobre Administração de Condomínios

Medidas de autoproteção - Simulacros

Notícias do Condomínio

Visto: 3416 vezes
20 de Dezembro 2010
Medidas de autoproteção - Simulacros
O Regulamento Técnico de Segurança Contra Incêndios em Edifícios, aprovado pela Portaria n.º 1532/2008, obriga, as administrações de condomínio a implementar as medidas de autoproteção nos edifícios que gerem.

De entre essas medidas, salientam-se os simulacros, que são exercícios de evacuação realizados em simulações de situações reais de emergência, tendo em vista melhorar o desempenho de todos os ocupantes do edifício.

Torna-se importante assegurar a sua realização porque permitem testar os procedimentos previstos nos Planos de Emergência, além de treinar e sensibilizar todos os que estiverem envolvidos nestes exercícios para a temática da segurança contra o risco de incêndio. Consegue-se, desta forma, criar rotinas de comportamento e de atuação adequadas, bem como aperfeiçoar os procedimentos em causa.

Como se pode deduzir pelo atrás exposto, o exercício de simulacro só poderá ser realizado após a existência de um plano de segurança aprovado pela entidade competente. De facto, não faz sentido realizar um exercício deste tipo sem que aquilo que se pretende testar e treinar esteja devidamente definido. Além disso, para a realização do simulacro atingir os objetivos pretendidos será aconselhável que a sua preparação seja precedida da implementação de outras medidas de autoproteção (ações de formação e sensibilização, etc.).

As administrações de condomínio devem assegurar a realização de exercícios de simulacro nos edifícios que gerem com a periodicidade que se encontra definida na regulamentação acima mencionada, estabelecida em função da utilização-tipo (habitacional, comercial, etc.) e com a respectiva categoria de risco (quanto maior for o risco de incêndio presente menor deve ser a periodicidade). Por exemplo, no caso de edifícios comerciais com altura entre 9 e 28 m e até 1 piso enterrado e um efetivo até 1000 pessoas, deverão realizar-se simulacros de 2 em 2 anos.

Os exercícios devem ser devidamente planeados, executados e avaliados, com a colaboração eventual do corpo de bombeiros em cuja área de atuação própria se situe a utilização-tipo e de coordenadores ou de delegados da proteção civil.

A execução dos simulacros deve ser acompanhada por observadores que colaborarão na avaliação dos mesmos, tarefa que pode ser desenvolvida pelas mesmas entidades.

Pesquisar Noticias

Categorias

Tags

Notícias do Condomínio

Jornal

Nº 57 - ABR-JUN

Notícias do Condomínio