lider de mercado Franchising Administração de Condomínios
Efetue a
sua pesquisa
Descubra uma
loja perto de si

Faqs

No que consiste o Franchising?

Sistema de distribuição/comercialização de produtos e/ou serviços e/ou ...

Sistema de distribuição/comercialização de produtos e/ou serviços e/ou tecnologias que se consubstancia numa relação contratual entre dois parceiros distintos e independentes, o franchisador e o franchisado, através do qual o primeiro cede ao segundo (mediante contrapartidas) o direito de usufruir de uma série de atributos exclusivos: experiência, conhecimento, marca, imagem.

O franchising como modelo de um sistema de distribuição conquistou um lugar relevante no panorama empresarial português nos últimos 20 anos. São já mais de 400 marcas a operar no nosso mercado.

A partilha do saber, experiência, riscos e sucessos adotou este modelo e o mercado empresarial tem sabido explorá-lo e desenvolvê-lo.

É cada vez mais notória a tendência nacional e internacional para crescer e expandir-se através deste modelo, é portanto o franchising uma realidade com uma importância incontornável no panorama empresarial.

O franchising assume-me hoje como uma real resposta às necessidades e preferências dos consumidores.

Vantagens

Inicia um negócio com menos risco e apoiado em toda a experiência do ...

Inicia um negócio com menos risco e apoiado em toda a experiência do franchisador. Usufrui da força da marca e de todas as mais-valias de pertencer a uma rede. Ganha poder de negociação.

Como as negociações são coordenadas com o franchisador, as condições oferecidas têm em conta o volume total de negócios da rede. Pode significar preços de compra mais baixos, melhores condições de pagamento, negociar produtos em exclusivo ou melhores contratos de assistência técnica.

Recebe apoio operacional, conselhos e apoio técnico especializado.

O franchisador fornece ainda uma variedade de serviços contínuos de consultoria e suporte aos franchisados que poderão incluir desde a assistência ao planeamento do negócio. Usufrui de uma marca conhecida. A maioria dos novos negócios ressente-se de não ser conhecido, isto torna mais difícil atrair novos clientes e dificulta as relações com fornecedores e parceiros.

Está mais protegido da concorrência e, não menos importante, aprende-se com os erros dos outros - ao aderir a uma rede de franchising, o empresário será alertado pelo franchisador para todos os perigos do negócio.

Os erros e acertos de todas as unidades da rede servem como uma espécie de guia a novos franchisados.

Dedicar-se só ao que interessa. Há muitas tarefas que são executadas pela estrutura central do franchisador que passam quase despercebidos ao franchisado. O resultado é libertá-los de atividades secundárias para que possam dedicar-se aos processos que trazem maior valor acrescentado como as vendas, o atendimento ao cliente e a própria gestão geral do negócio.

Desvantagens

Obrigatoriedade de seguir as regras do negócio.

Obrigatoriedade de seguir as regras do negócio.

Perfil do Franchisado

É essencial que tenha consciência que o papel de empresário vai exigir de ...

É essencial que tenha consciência que o papel de empresário vai exigir de si dedicação a 100%, para além deste elemento chave deverá ter capacidade de decisão, liderança, dinamismo, empreendedorismo e motivação.

Como devem relacionar-se Franchisadores / Franchisado?


Tratando-se o Franchising do estabelecimento de uma relação ...

Tratando-se o Franchising do estabelecimento de uma relação entre duas entidades distintas com direitos e obrigações recíprocas e por um determinado período de tempo pode-se comparar a um casamento. Neste há igualmente interesses comuns, papéis diferentes e objetivos partilhados, a necessidade de quase diariamente se estabelecer uma plataforma de relação pacífica e convergente.

A confiança, a frontalidade, a clareza e transparência são valores que devem pautar esta relação.

O importante é que estas duas entidades unem-se de livre vontade, comprometendo-se a respeitar e a fazer cumprir as disposições que foram acordadas no contrato celebrado.

Nesta relação não existem papéis dominantes nem dominados. A marca necessita igualmente dos dois intervenientes e, desta forma, a relação é de interdependência, trabalhando o franchisador e o franchisado conjuntamente para alcançar objetivos comuns. O Franchisador e o Franchisado fazem parte de uma equipa integrada, são "parceiros estratégicos" com o objetivo conjunto de rentabilidade e crescimento.

Como seleccionar o negócio? Na sua escolha deverá ter em conta os seguintes pontos:
- Com que negócio me identifico? - Nível de investimento - Exigências especificas do negócio - Estrutura e apoio do Franchisador

Em suma, na sua escolha, é essencial conhecer e identificar-se com o negócio, ter esclarecidas todas as suas questões, possuir capacidade de investimento, capacidade de trabalho e determinação.

O que é e para que serve o Código de Deontologia Europeu? Diversas associações europeias, representativas de elevado número de operadores e detentores de franchising, adoptaram um Código de Ética que pretende constituir um código de bons costumes e boas condutas entre os diversos intervenientes no sistema de franchising.

Apesar de não se tratar de um texto com força de lei, não deixa de ser importante que os seus princípios sejam tidos em conta, tanto mais que a sua observância e aceitação é muitas das vezes condição indispensável para a adesão às diferentes associações nacionais e à Federação Europeia de Franchising.

O Código de Deontologia Europeu pretende criar práticas aceites pelos diversos intervenientes, prevenindo e facilitando a resolução de conflitos.

Uma vez que o sistema de franchising atingiu já uma dimensão e peso considerável nos mais diferentes países europeus, os quais nem sempre têm legislação ou regulamentação especifica para os setor, as entidades associativas, ao elaborarem este código, pretendem de alguma forma auto-regular a sua atuação no mercado.